Notícias

NOT√ćCIAS
Ago 06 2012

De volta à sala de aula

O retorno às aulas após o recesso de julho representa um importante momento do trabalho pedagógico. É o instante de refletir sobre o que já foi feito, pensar nas conquistas obtidas, avaliar o trabalho desenvolvido e construir estratégias para os meses que seguem. Cabe, portanto, aos professores e gestores garantir que esse momento seja rico em reflexões e ações sobre os rumos que a escola quer percorrer.


Assim como ocorre no início do ano, o planejamento se caracteriza como um importante elemento na retomada das atividades escolares. No meio do ano, o planejamento anual deve ser revisto considerando o que já foi feito e o que ainda é preciso fazer. Como o professor já teve contato com a turma, fica mais fácil planejar atividades adequadas, refletir sobre a pertinência ou não de certos conteúdos, construir projetos conforme a demanda da sala e pensar estratégias avaliativas mais adequadas ao grupo de estudantes. De posse do diagnóstico que foi feito ao longo do primeiro semestre, o professor pode redirecionar seu trabalho, caso seja necessário, e dar continuidade às práticas que surtiram efeito positivo. É função da gestão escolar garantir um momento para que o planejamento possa ser refeito, visando à construção de um trabalho escolar mais adequado às especificidades estudantis.


É preciso também pensar sobre a acolhida dos alunos no retorno às aulas. Ainda que eles já estejam adaptados às práticas escolares e já tenham contato com os docentes e com os colegas, trata-se de um novo começo. Aproveite-se, então, para reforçar combinados e regras, avaliar o trabalho com a turma, discutir o que foi adequado ou não. Esse momento pode ser usado também para estimular os alunos a se envolverem mais no trabalho pedagógico. Incentivem-se também os diálogos entre os alunos para, assim, criar um clima agradável e educativo na sala de aula. Podem também ser utilizadas técnicas, dinâmicas e brincadeiras para transformar esse retorno em algo mais prazeroso e divertido, diminuindo a distância ou o contraste entre as férias e a escola.

 

Por fim, é importante que o professor também seja motivado para esse retorno às tarefas escolares. Essa motivação precisa ser construída pela equipe gestora, não com textos motivacionais ou dinâmicas de grupo, mas com a valorização do trabalho realizado por ele no primeiro semestre e com a construção constante de um ambiente de trabalho no qual todos compartilhem metas coletivas. É importante que o docente tenha clareza de que o segundo semestre não é apenas mais uma etapa a cumprir. Trata-se de um recomeço, uma possibilidade de construir algo novo e ressignificar as práticas desenvolvidas ao longo do primeiro semestre. O retorno às aulas deve caracterizar-se pela crença na possibilidade de criação e de mudança no espaço escolar. Como nos lembra Carlos Drummond de Andrade, no início de uma etapa “entra o milagre da renovação e tudo começa outra vez, com outro número e outra vontade de acreditar que daqui pra diante vai ser diferente”. Bem-vindos ao segundo semestre e boa volta às aulas!

 

Danielle Lameirinnhas Carvalhar

Pedagoga e mestre em educação pela UFMG, consultora da Rede Católica de Educação (BH)

 

Publicação Jornal Estado de Minas - 06/08/2012

Veja todas
as notícias
Depoimentos O nosso Col√©gio a partir da parceria com a Rede RCE tornou-se mais firme e mais confiante. J√° temos bons frutos. Profa. Floriana Franco Lozano, Profa. L√ļcia Franco
Faça parte desta Rede Conheça as vantagens de ser uma Escola Integrada à RCE.
Clique aqui e entre em contato conosco.
Siga, Curta e Compartilhe: Sense8 Copyright 2013 - Rede RCE ‚Äď Educa√ß√£o e Valores - Todos os direitos reservados